© 2017 por "Empresa Jornalística Folha de Palotina Ltda."

Docentes de Palotina e Toledo apresentam trabalho sobre a vida profissional da professora Neuza Bertoni Pinto em Roraima

20.04.2018

Nos dias 11, 12 e 13 de abril as professoras Danilene Donin Berticelli, docente da Universidade Federal do Paraná – setor Palotina e Barbara Winiarski Diesel Novaes, docente da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – campus Toledo estiveram em Boa Vista – Roraima participando do XVI Seminário Temático vinculado ao Grupo de História da Educação Matemática (GHEMAT) onde apresentaram o trabalho intitulado: “Trajetória de iniciação profissional de uma formadora de formadores: primeiros estudos”.

Trata-se de um estudo inicial sobre a trajetória profissional da professora Neuza Bertoni Pinto que completou em 2017, 60 anos de carreira sempre dedicados ao ensino de matemática e a formação de professores, sendo que 17 anos foram dedicados ao município Palotina.

A professora Neuza Bertoni Pinto atuou em meados do século XX em Palotina, momento em que a cidade encontrava-se em processo de colonização e desenvolvimento. Naqueles tempos, em meios a tantos desafios e dificuldades, o estudo mostrou que a professora Neuza, uma pioneira da educação, atuou em um momento de grande carência de professores licenciados para atender ao ensino, sendo que trouxe consigo a bagagem privilegiada de uma normalista formada em São Paulo, algo que para o momento era de grande representatividade.

De acordo com as pesquisadoras, a professora Neuza destacou-se como uma grande defensora da escola pública e gratuita e pode ser considerada como uma expert que enfrentou os desafios e a precariedade do campo obtendo êxitos na sua atuação profissional como professora de Matemática no ensino ginasial.

Este trabalho é um resultado parcial do projeto intitulado “Pioneiros da matemática para ensinar no oeste paranaense (1950-1990)” coordenados por Barbara Winiarski Diesel Novaes e Danilene Donin Berticelli que tem por objetivo investigar os processos de profissionalização docente dos professores que ensinavam matemática no primário e no secundário no oeste paranaense no período de 1950-1990.

“Pedimos que, quem foi aluno ou colega de trabalho da professora Neuza e tiver algum material que possa nos ajudar nesta pesquisa (provas, livros, cadernos, fotos...), entre em contato pelo telefone (44) 99967-6690 ou por email danilene@ufpr.br. Com certeza os materiais serão úteis na escrita da história desta professora tão querida e respeitada pelos palotinenses que tiveram o privilégio de terem sido seus alunos”, pede Danilene.

“A professora Neuza Bertoni Pinto merece este reconhecimento da nossa cidade pois ela foi uma das primeiras professoras que atuou no município de Palotina, sendo que sua primeira experiência foi na Escola Mater Ter Admirabilis em 1957, época em que era coordenada pelas irmãs de Maria. Em seguida, em 1960, assumiu atividades docentes na Escola Normal Regional Santo Agostinho. Nesta escola trabalho até 1971, sendo que também ocupou cargo de diretora”, relata Danilene.

 

Barbara Winiarski Diesel Novaes e Danilene Donin Berticelli (UFPR) com Neuza Bertoni (centro)

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Filtrar por Editorias
Please reload

Siga Folha de Palotina e região
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
Edições Impressas
Clique para visualizar