Produtores temem invasão após estudo da Funai apresentar demarcações indígenas no oeste do Paraná


Fundação Nacional do Índio (Funai) reconheceu e aprovou as conclusões de um estudo para a demarcação de terras indígenas nos municípios de Altônia, Guaíra e Terra Roxa, na região oeste do Paraná. A área totaliza pouco mais de 24 mil hectares, compreendendo duas Glebas além da Área de Ilhas, que, de acordo com os laudos, seriam ocupações tradicionais do povo Avá-Guarani.

Apesar de o processo ainda não ser conclusivo e depender de várias, entre os temores do campo está o crescimento das invasões, que podem ser estimuladas pelo resultado do estudo divulgado nesta semana. A imprensa regional publicou que, somente nos municípios de Terra Roxa e Guaíra, já são 13 invasões com 18 caciques instalados.

O MPF (Ministério Público Federal) em Guaíra emitiu nota esclarecendo que o relatório da Terra Indígena Guasu Guavirá faz parte de procedimento iniciado em 2012 após o ajuizamento de ação civil pública na Justiça Federal de Guaíra. Agora há prazos para que sejam apresentadas à Funai provas pertinentes, como títulos, laudos periciais, pareceres, declarações de testemunhas, fotografias e mapas, para pleitear indenização ou para demonstrar problemas.

Leia reportagem completa na edição impressa do jornal Folha de Palotina de 19/10/2018.

O mapa abaixo vem sendo transmitido pelos grupos de WhatsApp e mostra um traçado aproximado das áreas abrangidas no estudo despachado pela Funai nesta semana:


Folha de Palotina e região

Empresa Jornalística Folha de Palotina Ltda. - CNPJ 81.680.688/0001-08

Rua Vereador Antonio Pozzan, nº 573 - Centro - Palotina/Paraná - CEP: 85.950-000

(44) 3649-2690 - Jornal impresso semanário

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram