© 2017 por "Empresa Jornalística Folha de Palotina Ltda."

Escolas Municipais de Palotina tem o melhor desempenho no Ideb


Nesta semana o Ministério da Educação divulgou os dados do Ideb 2017 (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). O resultado mostra uma evolução muito positiva no desempenho das escolas municipais e uma melhora tímida no ensino médio. Quatro escolas municipais melhoraram seus índices em relação à avaliação divulgada em 2017 e a maioria absoluta das unidades já atingiu a meta que o Ministério da Educação estipulou para 2021. As escolas que tiveram evolução positiva no Ideb de 2015 para cá são: Monteiro Lobato (de 6.9 para 7.0); Joaquim Monteiro Martins Franco (de 6.2 para 7.0); Terezinha Giron Agustini (de 5.6 para 6.7) e Vitorino Róggia (de 5.9 para 6.2). A média geral da rede saiu de 6.0 em 2015 para 6.6 em 2017. “Todas as nossas escolas apresentaram um bom crescimento, fruto de um bom trabalho desenvolvido pelas equipes e todo o corpo docente”, ressalta a secretária de Educação e Cultura, Judith Sendtko. As demais escolas municipais alcançaram os seguintes índices: Celino Rocha de Araújo (6.1); Jean Piaget (6.2); Leonardo da Vinci (6.7); Percicoti (6.4) e Vale Verde (6.1).

Na rede estadual os melhores desempenhos são da Escola Tancredo Neves (6.2) e Colégio Eugênio Garmatz, de São Camilo (5.9). A Escola Estadual Shirley Saurin superou a meta prevista ficando com índice de 5.5. A rede estadual, entretanto, não atingiu a meta prevista que era um índice de 5.7, ficando com média de 5.5. Os índices das demais unidades são os seguintes: Colégio Domingos Zardo (5.1 – a meta era 5.5); Barão do Rio Branco (5.4 – A meta era 6.1); Escola Santa Terezinha (5.0 – Meta 5.2); Colégio Santo Agostinho (A meta era 5.6, mas o resultado de 2017 não foi divulgado); Escola Shirley Saurin (5.5 – A meta era 5.3).


Folha de Palotina e região